domingo, 23 de outubro de 2011

Minha Grana


Você sabe cuidar do seu dinheiro? Quando o assunto é dinheiro, os pais se veem diante de um dilema. O que é melhor: estabelecer a mesada ou dar o dinheiro conforme sua necessidade?




Seja qual for a decisão, administrar o próprio dinheiro é algo que pode ser incentivado desde cedo e também ser determinante para uma vida de oscilações econômicas.
A educação financeira serve como ensaio para a vida adulta, por que o jovem entende o valor do dinheiro e aprende a administra-lo. O hábito contribui inclusive com o desenvolvimento econômico do país, pois, quando as contas não são planejadas, todo o sistema financeiro corre risco.
Parte disso tudo é formado por consumidores jovens que respondem por uma parcela considerável e, consequentemente, do endividamento. Para não entrar nas estatísticas, é importante planejar o uso do próprio dinheiro. Dessa forma, as contas não fogem do controle e você garante cabelos nessa cabecinha.
Pensando nisso tudo, elaboramos (eu, o word, o Google e mais umas dicas da Fecomércio) algumas dicas pra você garantir noites tranquilas para você e sua carteira:

  1. Ao fazer dívidas, leve sempre em conta a renda total (quanto você ganha e quando você vai gastar com outras contas mais), procurando fazer com que as parcelas não sejam de valor muito alto. Desse jeito, você garante um "colchão", que protege o bolso de indesejáveis.
  2. Outra dica importante é conter a impulsividade. Viu uma bolsa linda? Calma, respira fundo e continua andando... Às vezes, a compra por impulso reflete em preços mais altos e parcelamentos em condições desfavoráveis. Compare preços e taxas.
  3. Os consumidores hoje tem uma grande aliada: a Internet. As compras online permitem uma grande facilidade na comparação de preço. Mas cuidado! Nem tudo na Internet são flores!
  4. Quando usar o cartão de crédito, procure pagar sempre o total da fatura. Os juros desses trocinhos milagrosos são altíssimos!
  5. Com prudência e planejamento, a satisfação das necessidades irá durar por um periodo maior, sem surpresas com a inadimplência e a restrição ao crédito (famosos SPC e SERASA)

Agora que você já sabe de tudo isso, vale a pena valorizar mais o dindin dos papis, né? E digo por experiência própria: conseguir teu dinheirinhos não é lá tão facil não

Nenhum comentário:

Postar um comentário