quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Circo de horr(am)ores?

Do alto da arquibancada ela assistia ao circo mais engraçado no qual já vira.
Estava um casal de palhaços, sofrendo por um amor insistente, uma mesmice? Há. Tão comovente, ele tentava se esquivar da pobre palhaça , mas ela corria, corria, e corria, caia e se machucava, chorava, ele subiu no alto do picadeiro, dando um tchauzinho muito sincero a ela, mas a palhaça o derrubou do pano, e o manteve perto.
A garota de preto na arquibancada ria, ria horrores. Gargalhava alto.
Os palhaços sabiam que estavam sendo observados, a pobre palhaça olhou para a arquibancada e suspirou, cansada, pedindo ajuda. “Ninguém vai te ajudar querida” pensou a garota.
Então tambores começaram a tocar, muito barulho, começo-se uma movimentação no palco, a palhaça corria, o palhaço fugia, ele a beijava, mas olhava pra dançarina enquanto isso, ela chorava ele a consolava, mas pra que? Por diversão do publico meus queridos ouvintes. O palhaço começou a subir uma escada, os tambores batiam mais rápido e mais forte, a palhaça foi atrás, então... o palhaço chutou ela! PIMBA
A garota da arquibancada riu! Ela riu muito alto.
A palhaça caiu, e pobrezinha, se machucou tão feio... Enquanto isso, o palhaço desceu da escada, tiru a mascara e Fo procurar outra parceira.
Fim de show.
Mylena

Nenhum comentário:

Postar um comentário