quarta-feira, 7 de dezembro de 2011


Hoje mandaram-me enfiar a fé no cu. Inicialmente eu fiquei furiosa, pois eu estava tentando ajudar e fui recebida com pedras na mão sem que pudesse ao menos terminar a frase, mas agora tenho dó. Dó dessa pessoa que trata com tanto desprezo algo tão belo como a fé.
Pensa comigo, sem fé, quem seríamos nós? Não digo fé em Deus, ou na divindade que você acredita (mesmo essa sendo sim uma fé importante), mas fé na vida. Fé em você, em seus sonhos, em seu futuro. Uma pessoa que te manda enfiar a fé no cu mostra, simplesmente, que não a possui. E é digno de dó.
Não estou sendo superior nem nada do tipo, não pensem isso, é só que sem fé nós estaríamos, neste exato momento, deitados em uma cama, num quarto escuro, esperando nossa vida acabar. Até que ficássemos de saco cheio e acabássemos nós próprios com ela. 
Não é exagero, nem drama. Se você não tem fé, não tem esperanças, não vê um futuro para si próprio, e se não tem uma meta, um objetivo futuro, pra que batalhar no presente? Então ficaríamos parados no tempo e no espaço e não andaríamos esse longo caminho que é a vida.
Hoje eu entendo aquele ditado “a fé move montanhas”, após muito refletir. A fé é nossa vivacidade, nossa capacidade de querer a cada dia mais, nossa ousadia para conseguir o que queremos, a fé é o que nos mantém, e sem ela, nada seríamos. Se você não tem fé em nada, nem ao menos em você mesmo, você não tem nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário