sábado, 22 de outubro de 2011

Nós somos mesmo a geração saúde?


Eu ouvi dizer que somos a geração saúde. Imaginem se fossemos a geração doença?!
Porque o que eu mais vejo é gente doente, ou ao menos se queixando de dor. 
Muitas doenças são de fundo emocional, o psicológico das pessoas está realmente mais abalado do que ha vinte anos atrás - eu não estava viva nessa época, mas não preciso disso para saber. As pessoas estão mais nervosas, e se estressam com mais facilidade. O trânsito, o trabalho, a escola, tudo é motivo para se estressar, tudo é motivo para ficar super nervoso e acabar desenvolvendo uma doença. 
E eu sei que esse lance de geração saúde é porque as pessoas se preocupam com a saúde física, com o corpo e tudo mais, mas até isso eu posso contestar! Porque as pessoas acabam se preocupando tanto com a aparência que acabam deixando de ser saudáveis. Param de comer, fazem exercícios ao extremo, começam a vomitar direto, e isso leva a doenças mais graves, que podem ter consequências irreparáveis. E vai me dizer que isso é saudável? Onde? 
O estresse e a "forma perfeita" fizeram com que essa "geração saúde" fosse a geração mais doente e cheia de problemas do que as outras que não se preocupavam tanto, e é isso que eu não me conformo. As pessoas buscam saúde e só encontram doenças, porque o mundo mudou, porque a vida mudou, porque tudo é tempo, tudo é dinheiro, e o amor, a felicidade, as pequenas coisas, tudo fica em ultimo lugar nessa lista estúpida de prioridades que o ser humano criou para uma vida que só vai trazer coisas ruins. 
Se você quer ou precisa de mais saúde, ouça o que eu digo: não é regime, não são exercícios físicos, o que você tem que fazer é simples: volte à suas origens. Lembre-se de quando era mais novo, de como as coisas eram mais simples; apreciem as pequenas coisas, meditem, levem a vida menos a sério, porque ela pode até passar, mas passa na mesma velocidade para todos, e os menos sérios se divertem muito mais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário