sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Argumentação.

Ok, a foto não tem nada a ver com o texto, mas não achei alguma imagem que tivesse.

Argumento, quão grande são a força e o poder de um? Com os argumentos, podemos convencer as pessoas. Mas quantos de nós argumentamos hoje em dia? 
Num mundo onde é tão mais fácil deixar como está - mania de brasileiros, aliás - por que abriríamos a boca para contrariar alguém? 
A resposta é simples: Porque temos que correr atrás de nossos direitos, e defender nossas opiniões. Senão, sabe o que vai acontecer? Vamos virar robôs - e porque não, escravos? - de um líder - a pessoa que tem coragem de dizer tudo - e vamos obedecer, seguir e até compartilhar as opiniões dele, e quem sabe, sua personalidade.
E a sociedade que viveu na época da ditadura, e todo o pessoal que viveu depois, não pode deixar-se abater porque "a maioria" pensa diferente - talvez a maioria apenas siga o pensamento de um só. Já chega de ficar parado, ouvindo sem responder, com medo, ou com vergonha, da sua opinião. Sabe porque pensamos diferente? Porque SOMOS DIFERENTES, e é isso que nos torna únicos. 
Fomos criados de maneiras diferentes, e por nós mesmos, temos cérebros e personalidades diferentes, e assim, vemos as coisas com pontos de vistas diversificados - e muitas vezes, até opostos. Então, se todo mundo é tão diferente - não só esteticamente falando - por que pensarmos igual? Porque a sociedade nos impôs isso? Ah, não vem com essa conversa, porque não é verdade. 
A sociedade pode sim nos impôr alguma coisa, mas cabe a nós, seres humanos com livre arbítrio, decidirmos se vamos ou não seguir essa imposição. Porque, aliás, essas imposições podem não nos fazer bem; e temos que ter um cérebro - ou melhor, pensamento próprio - para sabermos o que vai ou não nos fazer bem, e decidirmos se queremos ou não fazer tal coisa, colocando em risco mais do que nosso bem estar - nossa saúde mental e psicológica, tão abalada ultimamente. 
E se nós deixamo-nos influenciar, seja pelo que for, estamos cedendo. Não que não seja bom ceder às vezes, é só que devemos saber a hora certa de fazer isso. E as pessoas acabam por não querer ou não saber argumentar. E argumentação é sim importante, porque é parte de "correr atrás de nossos direitos". Por isso, devemos ter o hábito de argumentar, de nos impôr diante da sociedade, mostrando nossos pensamentos - e porque não nossos sentimentos? - e fazer com que eles nos respeitem. 
Argumentação é fundamental, e acho que é isso que falta para os brasileiros, parar de falar da novela e do futebol, e ir argumentar sobre algo "menos fútil", tipo nossos direitos menosprezados por políticos corruptos que estão nos roubando. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário