segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Amor à distância, você acredita?


Quando falamos de amor à distância, as pessoas já pensam naquele amor namorado-namorada, certo? Mas por que falarmos só dele, quando há tantos outros? E é desses outros que eu quero falar.
Talvez seja porque eu não estou apaixonada, ou porque todos os meus "romances à distância" nunca deram certo, só sei que prefiro amar meus amigos e minha família, do que um cara que eu nem conheço direito e que pode estar me colocando chifres - desculpas aos apaixonados de plantão, essa é só minha humilde (e sincera) opinião. 
E sobre amor à distância eu entendo. Já amei tanto - amigos e caras (muitos desses que não mereciam nenhum sentimento de minha parte) - que me acho entendedora do assunto o suficiente para escrever sobre ele e debatê-lo com alguém, se assim o quiserem. 
Eu amo à distância, amo pessoas que nunca conheci pessoalmente, mas que confio mais do que as que eu conheço a anos. Porque, mesmo não olhando nos olhos dessas pessoas, eu acredito nelas, e as considero como irmãs,como é o caso da Kris (blogueira aqui do Tentativa Vã), que eu amo mais que muita gente da minha família, e que me faz bem mais feliz que eles. 
E eu sei que amor à distância existe porque, se eu tivesse dinheiro suficiente para comprar minha passagem e pagar hotel e alimentação uma semana, eu iria para a casa dela - e pra casa de todos meus outros amigos à distância - sem pensar duas vezes. Sei também porque, quando acontece alguma coisa comigo, muitas vezes ela está entre os poucos amigos que eu confio pra contar. E ela está na minha lista de convidados para tudo, mesmo que eu saiba que ela não pode vir. 
Amor à distância é nobre, e lindo, pelo simples fato de você não precisar olhar nos olhos da pessoa para acreditar nela, algo dentro de você simplesmente diz. E mesmo que as pessoas digam para você que amor à distância é ridículo, não existe ou o que for, se algo dentro de você disser para seguir em frente, siga - só não pule de cabeça, por favor -, porque amor, independente de ser olho no olho ou não, sempre será importante, essencial e verdadeiro, onde quer que seja. 

PS: Continuo achando que romance e namoro a distância não funcionam, mas amor é muito mais que isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário