terça-feira, 8 de novembro de 2011

Reencontro

O dia estava um pouco triste para ela, seus cabelos longos não estavam lá muito bem arrumados, ela tinha perdido algo no qual seu coração ainda não entendia. Seu anjo era uma senhorinha na qual conversava todos os dias, ela estava chegando perto, simpática e toda luminosa

- Bom dia. – disse a menina simpática.

-Bom dia. Tudo bem?

- sim, e a senhora?

- Sabe, meu marido morreu a pouco tempo, sinto um pouco de falta dele, ele sorria para mim todas as manhas, e me beijava na testa enquanto tomávamos chá. Sinto um pouco de falta de ouvir sua gargalhada enquanto assistíamos filme de romance, sinto falta de ter que esperá-lo quando caminhávamos no sol.

- do que você mais sente falta?

-De tudo? Acho que da companhia. A coisa mais triste é ver que a cama esta vazia, a comida é feita só para mim, acho que a solidão é o piro.

- a senhora o amava?

- sim, minha filha, não se pode ficar sozinha, a coisas no mundo que só são completas quando há amor. Se você quer muito não deixa escapar, esse seu olhar triste não me engana, corre atraz meu amorzinho.

Mylena

Nenhum comentário:

Postar um comentário